Trepidação no volante? Veja algumas dicas!

1.Problemas no motor:

Algumas vezes a vibração vem do compartimento do motor, isso pode acontecer porque o propulsor não está recebendo ar ou gasolina suficiente ou há algo de errado com as velhas. Entre os sintomas que indicam que o mal está motor: o carro vibra durante a aceleração; em um certo nível de velocidade o carro trepida bastante.

Estes sintomas indicam que chegou a hora de trocar as velas. Porém, se elas estiveram bem, pode ser que os cabos delas não estejam bem conectados ou tenham algum defeito, ou seja, é preciso trocá-los. Também convém checar se o filtro de ar está sujo ou se o de gasolina está entupido. Para evitar que eles cheguem a esse ponto crítico, é importante realizar a troca deles no intervalo indicado pela fabricante.

2. Problemas no eixo:

Os eixos precisam rodar sem empecilhos para que o carro trafegue apropriadamente. Porém, esses componentes podem ser danificados em casos de choques, o que também ocasiona vibração em altas velocidades. Um dos eixos que pode apresentar esse tipo de mau funcionamento é o da transmissão. Responsável por transferir a potência do motor ao eixo das rodas, essa parte gira rapidamente. Caso não esteja reto, o eixo da transmissão vibrará quando o carro estiver ligado. A homocinética também pode causar trepidações caso estejam muito desgastadas ou danificadas pela ação da poeira das ruas ou de outros tipos de sujeira. Nesse caso, é preciso fazer a troca da peça.

3. Problemas nos freios:

Se durante a condução o motorista pisar no freio e senti-lo vibrar, seguramente há um problema nos rotores. Se o motorista frear mais do que o “normal”, os freios podem superaquecer, e isso pode fazer com que os rotores cedam e até quebrem. Ao invés de ficar plano, ele pode perder a forma. 
Deste modo, quando o motorista afunda o pé no freio, e as pinças e pastilhas apertam o disco dos freios acabam não conseguindo se agarrar a um rotor deteriorado. Nesses casos, o mais indicado é levar o carro a um especialista para que ele cheque as condições do disco ou dos tambores, caso seja esse o tipo de freios que equipa o modelo em questão.

Agora que já sabe, traga seu carro para ser avaliado por nossos especialistas!